LIBERDADE DE EXPRESSÃO.

LIBERDADE DE EXPRESSÃO.
A CULTURA GAY É INTOLERANTE E NÃO CONSEGUE VIVER NA DIVERSIDADE COM RESPEITO

sábado, 2 de abril de 2011

Supremo Tribuna Federal (STF) abraça o relativismo ético, moral e abre espaço para a institucionalização da iniquidade. OREMOS para que o JUDICIÁRIO não seja instrumento de combate as LEIS DE DEUS para a família e o casamento.

A Associação Brasileira de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais- ABGLT, maior organização gay do país, que agrega mais de 200 organizações de todas as regiões, se reuniu nesta segunda feira, em Brasília, com o ministro Ayres Britto, do Supremo Tribuna Federal (STF), para discutir o andamento de uma consulta a respeito da união gay. Em breve, o Supremo deverá responder a Arguição de

Descumprimento de Preceito Fundamental – ADPF 132/RJ, instrumento jurídico usado para evitar ou reparar lesão resultante de ato do Poder Público, iniciada pelo governador Sergio Cabral, do Rio de Janeiro, que deseja saber como proceder a respeito do assunto.

Se o STF se posicionar favorável a equiparação das uniões entre pessoas do mesmo sexo às uniões estáveis de casais heterossexuais em sua resposta, todos os tribunais do país deverão seguir o mesmo, criando assim uma jurisprudência inédita. Participaram do encontro nove diretores da ABGLT de vários estados do país. Para o ministro, o avanço do reconhecimento dos direitos gays em vários países é notável e que o Poder Judiciário sempre esteve à frente, com decisões judiciais favoráveis às pessoas LGBT. E afirmou que o parecer sobre a ADPF 132/RJ está pronto par ir ao plenário para votação, o que deve ocorrer nas próximas semanas.

Para Toni Reis, presidente da ABGLT, o encontro com o Ministro Ayres

Britto deve ser comemorado. “Este encontro demonstra o quanto conseguimos pautar nossas questões. Hoje temos que recorrer à justiça para garantir a nossa cidadania. Acredito que avançaremos mais no judiciário do que no legislativo”, previu Reis.

Fonte: Revista Ladoa

Nenhum comentário:

Postar um comentário