LIBERDADE DE EXPRESSÃO.

LIBERDADE DE EXPRESSÃO.
A CULTURA GAY É INTOLERANTE E NÃO CONSEGUE VIVER NA DIVERSIDADE COM RESPEITO

sábado, 10 de dezembro de 2011

BRASIL PODE SE TORNAR IMPÉRIO GAY

BRASIL PODE SE TORNAR IMPÉRIO GAY

É o que alerta Magno Malta que enfrentou Marta Suplicy em Brasília

Por: Vinicius Cintra -Redação Creio

Mesmo com adiamento da votação da PL 122/06 que criminaliza a homofobia, o senador Magno Malta, durante audiência pública nesta quinta-feira, dia 08, disse que não vai sossegar enquanto o projeto de Marta Suplicy não for arquivado em definitivo. O parlamentar acredita que o assunto não deve ser tratado de forma isolado.

Na audiência pública, Magno Malta, discursou entre militantes da comunidade gay e a senadora Martha Suplicy relatora do projeto. “O homem pode exigir seus direitos, mas sem cobrar que se criminalize aquele que não concorde com suas idéias. Se a lei for aprovada o Brasil se tornará um império homossexual, onde somente eles vão ter direitos”. Ele foi além e ameaçou caso o projeto fosse aprovado, ele renunciaria ao cargo.

O senador do Espírito Santo comentou sobre um artigo escrito por Marta e distribuído no Senado, onde dizia que homossexuais continuavam sendo mortos por omissão de radicais senadores que fazem de sua plataforma política, uma plataforma religiosa. Magno disse que a senadora petista afirma que a plataforma política é colaboradora com os crimes homofóbicos é também uma forma de intolerância. O senador lembrou que todos que estão na comissão são por que lutaram no combate as drogas, a pedofilia, a pobreza.“Podemos dizer que se os senadores não estivem ‘omisso’ eles não estariam sendo assassinados? Não podemos colocar na conta do parlamento algo que não nos pertence. O Brasil precisa de uma coisa que se chama respeito. Quantos homossexuais não morreram no seu mandato em SP e a culpa é da senhora? Não é. A nação não é homofóbica, mas há sim pessoas que agridem e até matam gays, mas a pessoa que faz isso faz com o aposentado e com qualquer outro”, concluiu Magno.


Nenhum comentário:

Postar um comentário