"The Health Service has removed the word ‘dad’ from a pregnancy handbook for fear of offending gay and lesbian parents."
Os gays ingleses andavam muito ofendidos com o uso da palavra “pai”. E por isso reclamaram junto do Serviço Nacional de Saúde [SNS] no sentido de que a palavra fosse eliminada dos registos das gravidezes daquele organismo. E face ao sentimento de discriminação e de ofensa que, alegadamente, a palavra “pai” causa no gays, o SNS inglês acabou por retirar a palavra do uso normal nos seus serviços.
Em rigor, no SNS inglês já não existem pais — para gáudio, contentamento e felicidade dos fanchonos.