SURRY HILLS, NEW SOUTH WALES, AUSTRALIA, June 26, 2012, (LifeSiteNews.com) - The Communist Party of Australia has weighed in on that nation’s debate over marriage, stating that redefining the age-old institution is a vital pillar of the Marxist war against capitalism and the Church.
An editorial in The Guardian, the official newspaper of the Communist Party of Australia, states that marriage arose out of private ownership, especially the need to inherit great estates. Since the priesthood is “a pillar of capitalism,” the “church sees marriage - as it defines it - as an institution vital to its continued power, indeed to capitalism itself.”
Quando nós vemos a posição de Adolfo Mesquita Nunes e de outros comparsas, no CDS/PP, acercado "casamento" gay e da adopção de crianças por duplas de avantesmas, pergunto-me se é possível continuar com a liderança de Paulo Portas ou terão os militantes do CDS/PP de formar um novo partido.
O Partido Comunista australiano acaba de emitir um comunicado em que declara que o “casamento” gay é absolutamente essencial para destruir o capitalismo, e que serve inteiramente os interesses do comunismo. E tem absoluta razão.
Desde que tomámos conhecimento do que Engels escreveu acerca do casamento, que todos temos a obrigação de saber disso. Mas os estúpidos neoliberais da nossa praça adoram meter o pescoço no cepo; pélam-se por baixar as calças!
Há essencialmente dois tipos de estúpidos: os judeus americanos que apoiam Barack Hussein Obama, e os neoliberais portugueses.