LIBERDADE DE EXPRESSÃO.

LIBERDADE DE EXPRESSÃO.
A CULTURA GAY É INTOLERANTE E NÃO CONSEGUE VIVER NA DIVERSIDADE COM RESPEITO

terça-feira, 30 de julho de 2013

Estudante é assassinada a facadas por duas adolescentes lésbicas porque a primeira lésbica traiu com outra lésbica. Algo confuso e UM ABISMO CHAMA OUTRO ABISMO.




Estudante é assassinada a facadas por duas adolescentes no interior de Goiás
4

Lourdes Souza
Do UOL, em Goiânia

  • Reprodução
    Bianca Mantelli Pazinatto, assassinada a facadas por duas adolescentes no interior de Goiás
    Bianca Mantelli Pazinatto, assassinada a facadas por duas adolescentes no interior de Goiás
A Polícia Civil de Jataí, a 327 quilômetros de Goiânia, encontrou na noite desta segunda-feira (29) o corpo da estudante Bianca Mantelli Pazinatto, 18, que cursava o terceiro período de Biomedicina, na Universidade Federal de Goiás. Ele estava embaixo da cama de uma das jovens suspeitas do crime, com os braços e os pés amarrados para frente e coberto por sacos plásticos. 
Segundo informações da Polícia Civil, a jovem foi assassinada com golpes de faca. Duas adolescentes de 16 e 17 anos, que moram na mesma cidade, são suspeitas de terem cometido o crime.
Bianca saiu de casa por volta das nove horas daquele dia e desde então estava desaparecida. O pai da vítima comunicou seu sumiço no 1° Distrito Policial de Jataí depois que tentou ligar para o celular da filha sem sucesso.  
Após buscas pela cidade, a família localizou uma carta que a adolescente L., de 17 anos, havia escrito para Bianca. No texto, havia declarações de amor e ameaças. A polícia então foi até a casa de L., que ao lado da mãe, negou que Bianca estivesse no local. Ela disse que a jovem havia mandado uma mensagem por celular dizendo que iria visitá-la, mas ainda não tinha aparecido.
  • Carta escrita por jovem suspeita de matar a estudante Bianca
L. contou que as duas eram amigas e tinham se aproximado pelo Facebook, mas confessou que teve um relacionamento amoroso com a vítima assim que um dos policiais mostrou a carta encontrada no quarto de Bianca.
Segundo L., as duas estavam separadas, pois Bianca a teria traído com outra mulher. Após a conversa, os policiais resolveram seguir L., que foi conversar com uma amiga num shopping da cidade.
Durante o percurso, os policiais receberam uma ligação informando que uma amiga de L., identificada como M., 16 anos, teria sido vista pela cidade com a calça suja de sangue. Eles procuraram L., que confirmou ter se encontrado com M.. Segundo ela, o sangue seria de uma carne que as duas tinham tirado do congelador de sua casa.
L. levou os policiais até a casa de M., que confirmou a história. As duas adolescentes foram dispensadas pelos investigadores.
No início da noite, em uma nova diligência à casa de L., os policiais foram recebidos pela mãe da adolescente e autorizados a ir até o quarto da garota, que não estava no local. Em vistoria, eles encontraram uma mochila com luvas, sacos, gazes e faca sujos de sangue. Ao olhar embaixo da cama, encontraram o corpo de Bianca. As duas adolescentes, que estavam na casa de M. foram levadas para a delegacia, onde confessaram o crime.
Segundo a polícia, o crime foi passional. O assassinato ocorreu por volta das 9h40.
A polícia descobriu ainda que as duas planejaram o crime. Uma carta descrevia com detalhes todas as ações, que terminariam com o ateamento de fogo no corpo de Bianca, no Conjunto Estrela Dalva, um bairro da cidade. Um litro de álcool e fósforos foram encontrados dentro da mochila de M..
Segundo a delegada Paula Daniela Rusa, as duas adolescentes foram ouvidas e estão à disposição do Ministério Público. A pena máxima para menores que praticam este tipo de crime é de três anos de reclusão.

Fonte: http://noticias.uol.com.br/cotidiano/ultimas-noticias/2013/07/30/estudante-e-assassinada-a-facadas-por-duas-adolescentes-no-interior-de-goias.htm


Jovem é assassinada por lésbica após recusar namoro

by pauladamas
Imagem: Foto:  Reprodução (Internet)
Bianca Mantelli Pazinatto, de 18 anos, foi assinada por duas adolescentes
Um assassinato comoveu os moradores da cidade de Jataí, em Goiás. A polícia encontrou nesta terça-feira (30) o corpo de uma jovem de 18 anos que estava desaparecida desde a manhã desta segunda. De acordo com a polícia, a estudante Bianca Mantelli Pazinatto foi esquartejada por duas adolescentes, uma de 16 e outra de 17 anos.
Segundo o delegado Regional da Policia Civil André Fernandes, Bianca desapareceu por volta da 9h30 da segunda. O corpo da vítima foi localizado no quarto da casa de uma das vítimas, embaixo da cama da jovem. Segundo a polícia, crime foi premeditado e ocorreu no interior da residência, que fixa no Setor Granjeiro.
O corpo foi encontrado revestido por sacos plásticos e com as mãos amarradas para à frente. Segundo a polícia, a intenção das duas era retirar o corpo da casa e queima-lo em um bairro afastado do centro da cidade. As duas adolescentes confessaram o crime e alegaram que a motivação foi passional.
Ainda segundo a polícia, uma das menores queria ter um relacionamento amoroso com Bianca, mas a vítima não queria, o que teria motivado as duas a planejar o crime. Na residência, foi apreendido um caderno com anotações sobre o assassinato, uma faca suja de sangue e uma mochila com outros objetos que teriam sido utilizados no assassinato.
"Esse homicídio a princípio foi motivado por uma questão de passionalidade. Nós iremos pegar maiores detalhes, mas é um crime que não se justifica. Conseguimos a informação com o aparelho celular da vítima, e viemos até aqui (casa da suspeita). Uma das autoras é muito fria, agiu com frieza. O crime foi todo planejado", disse o delegado.
As duas adolescentes estão apreendidas no complexo de delegacia da policia civil de Jataí, e devem ser transferidas para um centro de apreensão de menores infratores na capital do estado. A pena máxima para menores que praticaram o crime pode ser de três anos de reclusão.
Deixe o seu comentário no Verdade Gospel.
Fonte: O Dia
pauladamas | Julho 31, 2013 às 11:01 am | Etiquetas: gospelhomossexualismo | Categorias:Brasil | URL: http://wp.me/p1RNj5-96H


Polícia descarta envolvimento de terceira pessoa em assassinato de estudante em Goiás
2

Lourdes Souza
Do UOL, em Goiânia
  • Reprodução
    Bianca Mantelli Pazinatto, assassinada a facadas por duas adolescentes no interior de Goiás
    Bianca Mantelli Pazinatto, assassinada a facadas por duas adolescentes no interior de Goiás
O envolvimento direto de uma terceira pessoa no assassinato da estudante universitária Bianca Mantelle Pazinatto, 18, foi descartado pela Polícia Civil nesta quinta-feira (1º). As investigações buscam identificar se alguém havia sido chamado para ajudar as adolescentes L., 17, e M., 16, a levarem o corpo de Bianca para ser queimado num bairro do município, segundo o plano inicial das duas.
O plano não foi cumprido à risca, o corpo acabou não sendo retirado do local do crime, e essa pessoa não estaria presente no momento da morte da estudante. As investigações apontam até o momento que L. e M. teriam agido sozinhas, segundo a polícia.
De acordo com o delegado regional de Jataí, André Fernandes de Almeida, o inquérito está em andamento, e testemunhas estão sendo ouvidas. Até essa quarta-feira (31), seis pessoas haviam prestado depoimento.
As adolescentes seguem apreendidas na Delegacia de Apuração de Atos Infracionais (Depai), em Goiânia. Elas foram transferidas de Jataí após ameaça de linchamento por parte de familiares e amigos da vítima.
  • Carta escrita por jovem suspeita de matar a estudante Bianca

O crime

O crime que chocou os moradores de Jataí aconteceu na manhã de segunda-feira (29), quando Bianca foi assassinada a golpes de faca dados pelas duas amigas, segundo a polícia. A jovem foi sepultada na terça-feira (31), em Jataí.
A polícia apura se a morte, que ocorreu por volta das 9h40 de segunda-feira, teve motivação passional.  O corpo da vítima foi encontrado na noite do mesmo dia embaixo da cama da adolescente L.. Segundo informações da Polícia Civil, Bianca estava com os braços e os pés amarrados e coberto por sacos plásticos.
Nas investigações, os policiais descobriram ainda que as duas adolescentes planejaram a morte da jovem. Uma carta descrevia com detalhes todas as ações, que terminariam com o ateamento de fogo no corpo de Bianca, no Conjunto Estrela Dalva, um bairro da cidade. Um litro de álcool e fósforos foram encontrados dentro da mochila de M..


Nenhum comentário:

Postar um comentário