LIBERDADE DE EXPRESSÃO.

LIBERDADE DE EXPRESSÃO.
A CULTURA GAY É INTOLERANTE E NÃO CONSEGUE VIVER NA DIVERSIDADE COM RESPEITO

sábado, 25 de outubro de 2014

Pastores podem ser presos por se recusarem a realizar casamento gay

Pastores podem ser presos por se recusarem a realizar casamento gay

Imagem: ReproduçãoQuando os homossexuais começaram a receber permissão do governo para se casarem, afirmavam que era o suficiente. Muitos dos líderes desse movimento nos EUA diziam que a cerimônia religiosa não era importante. Pouco a pouco algumas denominações foram cedendo e começaram a realizar casamentos gays.
Em Houston, Texas, cinco pastores foram intimados pela prefeitura a entregarem seus sermões para uma avaliação, após denúncias de que os pastores estavam pregando “homofobia”.
A prefeita da cidade é homossexual e disse que eles precisam seguir a leis que proíbem a discriminação.
Na pequena Coeur d’Alene, Estado de Idaho, Donald e Evelyn Knapp, um casal de pastores estão sendo processados por se recusar a realizar cerimônias de casamento entre pessoas do mesmo sexo. Se condenados, eles podem pegar seis meses de prisão e pagar multas de até US$ 1.000.
A justificativa das autoridades locais é a violação das leis de “não discriminação”. O caso chegou a um Tribunal Federal e pode ser um marco na batalha entre ativistas pró-LGBT e organizações cristãs que defendem a família tradicional.
Uma delas é a Aliança pela Defesa da Liberdade, cujos advogados estão defendendo os pastores nos dois Estados. O advogado Jeremy Tedesco, que atua no caso do Idaho afirmou que “o governo não deve forçar ministros a agir contra a sua fé, fazendo ameaças de prisão e aplicando multas”.
Tony Perkins, presidente da Family Research Council, que tem dado apoio no caso, afirmou que “está aberta a temporada de caça aos cristãos que se recusam a ceder à redefinição de casamento imposta pelo governo”. No início do ano, uma confeitaria pertencente a um evangélico foi processada após se recusar a fazer um bolo para um casamento gay no Estado do Colorado.
Desde 2013, Coeur d’Alene possui leis que proíbem a discriminação com base na orientação sexual. O procurador da cidade, Warren Wilson, afirmou à imprensa que a igreja é um “local público e está sujeito ao decreto”. Ele disse ainda que todos os pastores que atuam na cidade, caso sejam denunciados, serão obrigados a realizar casamentos de pessoas do mesmo sexo.
Como o reconhecimento da legalidade do casamento gay ocorreu este mês no Idaho, o caso tem recebido muita atenção da mídia. Apenas dois dias após ser oficializado, um homem ligou pra Donald Knapp, querendo marcar seu casamento na capela onde o casal ministra há 25 anos. Com a recusa, uma denúncia foi feita e desde então as autoridades municipais se envolveram no caso.
Deixe o seu comentário no Verdade Gospel.
Fonte: Gospel Prime

http://www.verdadegospel.com/pastores-podem-ser-presos-por-se-recusarem-a-realizar-casamento-gay/

quarta-feira, 1 de outubro de 2014

Transexual que já fez cirurgia quer voltar a ser homem - Chelsea diz estar cansada de passar maquiagem e colocar saltos altos para tentar ser aceita pela sociedade

Chelsea diz estar cansada de passar maquiagem e colocar saltos altos para tentar ser aceita pela sociedade


Transexual que já fez cirurgia quer 

voltar a ser homem

"Sempre quis ser uma mulher, mas nenhuma cirurgia irá me dar um 

corpo feminino de verdade. Sinto que estou vivendo uma mentira", afirmou


Chelsea diz estar cansada de passar maquiagem e colocar saltos altos para tentar ser aceita pela sociedade
Foto: Facebook / Reprodução
Uma transexual que fez uma operação de mudança de sexo para se tornar uma mulher,
decidiu que fará outra operação para voltar a ser um homem. Isso porque concluiu
que "ser mulher, é desgastante". As informações são do Daily Mail.
Segundo a publicação, Chelsea Attonley, 30 anos, nasceu menino e sempre
gostou de se vestir como uma menina. Ela vive no condado de Derbyshire, na
Inglaterra. Em 2008, o jovem Mateus mudou o nome para Chelsea e fez uma
cirurgia de mudança de sexo que custou cerca de R$ 39 mil. No entanto, ela
mudou de ideia e quer voltar a ser homem.
"Sempre quis ser uma mulher, mas nenhuma cirurgia irá me dar um corpo
feminino de verdade. Sinto que estou vivendo uma mentira", afirmou. De acordo
com ela, mesmo depois da cirurgia, ninguém a vê como uma mulher e isso a
incomoda.
Além disso, Chelsea diz estar cansada de passar maquiagem e colocar saltos
altos para tentar ser aceita pela sociedade. Segundo ela, isso a deixa "esgotada".
A nova cirurgia de mudança de sexo deve custar cerca de R$ 55 mil. 
Fonte: Clique AQUI


(Vídeo 21:16) - O Brasil não é homofóbico - Dr. Fábio Blanco mostra como a tentativa de transformar a homofobia em um problema no Brasil se dá por meio de mentiras.

(Vídeo 2:18) - Mortes de homossexuais em Pernambuco não foram por homofobia, em muitos mortos pelos próprios homossexuais. (Vídeo 3:19) - "Matemática Gayzista" para falsificar dados e exigir recursos públicos financeiros para as suas organizações




(Vídeo 3:19) - "Matemática Gayzista" para falsificar dados e exigir recursos públicos financeiros para as suas organizações 


(Vídeo 2:24:30) - Curso Online e Gratuito pelo filósofo Olavo de Carvalho sobre o debate público sobre homossexualismo



Publicado em 06/07/2012
Publicado originalmente em junho 27th, 2012 por silviogrimaldo emhttp://www.seminariodefilosofia.org/v...

Olavo de Carvalho analisa o debate público sobre homossexualismo.

O vídeo é a gravação da primeira parte da aula 160 do Curso Online de Filosofia, transmitida em 23 de junho de 2012.